Representatividade feminina: entenda a importância da nossa voz

    Home / Beleza / Representatividade feminina: entenda a importância da nossa voz

Representatividade feminina: entenda a importância da nossa voz

0

Historicamente, as mulheres eram ensinadas a ocupar espaços privados, como trabalho doméstico e cuidar de seus filhos, enquanto o espaço público era para homens. Essa desigualdade continua em alguns casos, portanto, ser representado é uma maneira de normalizar a presença das mulheres em contextos sociais. Falar de representação feminina é falar em defesa de uma sociedade mais igualitária, na busca de garantir os direitos e na criação de modelos femininos diversos que possam servir de inspiração para meninas e outras mulheres.

Confira as informações sobre representação de mulheres na política e no mercado de trabalho, invenções científicas e conquistas no mundo tecnológico, bem como mulheres inspiradas no cinema, na televisão e na música. Veja também projetos e iniciativas para apoiar. Mulheres na política

  • Mulheres na política
  • Mulheres na política
  • Mulheres na política
  • Mulheres na política
  • Por muitos séculos, o acesso à ciência e a tecnologia foi negada às mulheres, e a maior parte da construção do pensamento científico foi atribuída às pessoas. Muita coisa mudou e agora temos alguns acadêmicos que apresentam projetos incríveis e estão sendo reconhecidos por suas conquistas científicas.

    Além disso, as mulheres que trabalham com tecnologia e informação estão ganhando seu lugar no mercado de trabalho e buscando a igualdade nessa área.

    De acordo com a matrícula no ensino superior, as mulheres representam 57,2% dos alunos matriculados em cursos universitários, um número importante se considerarmos que há dezenas de anos as mulheres não tinham acesso à universidade no Brasil.

    Por outro lado, as mulheres representam apenas ¼ das 520.000 pessoas que trabalham no país. Como isso é explicado? Pesquisadores no campo da tecnologia argumentam que a desigualdade de gênero contribui para as mulheres que abandonam carreiras relacionadas à ciência e à tecnologia.

    Juliana Estradioto foi a primeira estudiosa brasileira que participou do Prêmio Nobel

    Juliana Estradioto

    Juliana

    Juliana Estradioto foi a primeira estudiosa brasileira que participou do Prêmio Nobel

    Juliana Estradioto

    Juliana Estradioto foi o vencedor do Young Science Award de 2018 e o primeiro cientista brasileiro a ser convidado para a cerimônia do Prêmio Nobel. O estudante de 18 anos desenvolveu um filme plástico biodegradável feito de cascas de frutas de paixão.

    Posição Executiva nos Setores de Tecnologia

    Embora as mulheres estejam ganhando cada vez mais espaço no campo da tecnologia e informação, ainda estamos um pouco no campo da tecnologia. em comparação com os machos. E em cargos executivos, o percentual é ainda menor. No Vale do Silício, por exemplo, representamos apenas 11% das posições de liderança.

    Por outro lado, ainda há algo para comemorar: de acordo com uma pesquisa do LinkedIn, entre 2008 e 2016, o número de mulheres líderes no setor de tecnologia aumentou em 18%.

    Ada Lovelace : Considerando o primeiro programador do mundo, Ada Lovelace foi um matemático que contribuiu para o desenvolvimento da primeira máquina de calcular e é responsável pela criação de um algoritmo que será processado por um carro. Sua invenção tem sido até agora conhecida como o primeiro computador e seus registros são listados como o primeiro software.

  • Marie Curie : A cientista é importante em estudos de radioatividade e foi a primeira e única mulher a ganhar o Prêmio Nobel duas vezes. Entre suas descobertas estão os elementos químicos Radio e Polonium. Esta é uma inspiração para muitos estudantes no campo da química e da ciência. Hedy Lamarr : Além de ser uma atriz proeminente na década de 1940, Hedy Lamarr também é responsável por inventar um dispositivo de intervenção usado para capturar mensagens nazistas na Segunda Guerra Mundial. Este sistema é considerado a base da telefonia móvel, bem como wi-fi.
  • Conheça iniciativas que apoiam os cientistas das mulheres, publiquem o seu trabalho e enfatizem as invenções femininas. Veja também projetos que incentivam as mulheres no campo da tecnologia.
  • Mulheres na Tecnologia
  • Mulheres na Ciência
  • Mulheres na Tecnologia
  • Mulheres Cientistas
  • Infopreta
  • Programa da Mina
  • Programação
  • Womakerscode
  • Reprograma ganhou informações sobre algumas realizações científicas e um certo espaço no mundo tecnológico, ainda há muito a ser feito para impedir a área do domínio dos homens. Pelo menos há a certeza de que ciência e tecnologia são mais coisas de mulheres e já temos muitos cientistas que nos inspiram!

    Mulheres na política

    Questões das mulheres

    A luta política das mulheres continuou por mais de 100 anos: do movimento sufragista, quando as mulheres britânicas ganharam o direito de votar, buscando igualdade de gênero nas atuais eleições . No Brasil, apesar de metade da população, as mulheres representam apenas 10% da Câmara dos Deputados e 15% do Senado.

    A representação das mulheres na política é importante para algumas questões a serem discutidas, como violência doméstica e equidade familiar. A falta de líderes femininos também reflete sobre a eleição das meninas e o que é entendido como o espaço e a função das mulheres, de modo que um caminho já está sendo construído em um esforço para mudar essas estatísticas negativas.

    Mulheres da Arábia Saudita invocam o direito de voto

    Em muitos períodos históricos, as mulheres eram consideradas propriedade de pai ou marido, incapazes de tomar decisões ou tomar posições. Em 2015, a Arábia Saudita permitiu que as mulheres participassem como eleitoras e / ou candidatas à eleição pela primeira vez, representando um avanço.

    Por outro lado, o número de eleitores registrados no país ainda é muito menor do que o dos homens e há poucas candidatas demonstrando o longo caminho pela frente.

    Registro de mulheres eleitas no Congresso Em 1968, os Estados Unidos testemunharam o maior número de mulheres eleitas para o Congresso. Rashida Tlaib e Ilhan Omar foram os primeiros muçulmanos a vencer as eleições no país. As mulheres negras, indígenas e hispânicas também foram escolhidas, fazendo do tempo um marco na forma de representar as mulheres.

    Resultados positivos nas eleições brasileiras No Brasil, o envolvimento das mulheres na política é o último: embora o voto tenha se tornado obrigatório em 1934, o primeiro presidente foi eleito em 2011. Além disso, a sala das mulheres só foi inaugurada. no Senado Federal em 2016. Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o Brasil ocupa o 154º lugar (de 193 cadeiras) no ranking de participação parlamentar das mulheres.

    O Brasil vê essa mudança de cenário lentamente. As eleições de 2018 trouxeram um número positivo: 51% mais mulheres na Câmara foram eleitas, ao todo 77 mulheres e o percentual de mulheres disputando o Congresso também foi maior do que o exigido por lei.

    Representative in Surveys

    A Women's Choice não garante que a igualdade de direitos seja estabelecida ou discutida, já que nem todas as disciplinas eletivas protegem as mesmas bandeiras. Ao falar sobre representação, é importante garantir que as mulheres uma da outra encontrem um lugar para ouvir sua voz.

    Em 2018, o Brasil fez pouco progresso nesse sentido quando escolheu nomes como Erica Malunguinho da Silva, a primeira vice do país; Joena Wapichana, a primeira mulher indígena a se tornar deputada; e Olivia Santana, a primeira MP negra da Bahia.

    Mulheres de todo o país estão sendo organizadas para promover uma política mais igualitária e nomear aqueles que se colocam antes da guerra. Olhe para algumas das iniciativas que discutem e incentivam as mulheres na política:

    • Pense Olga
    • Meu voto será feminista
    • Cidade 50-50
    • Nelas Taxa
    • Mulheres Negras Decide
    • Libertas [19659054] A batalha não pode terminar aqui. O caminho para a representação efetiva das mulheres na arena política é longo, mas cada passo é importante. Encontrar a importância de empoderar as mulheres, capacitar iniciativas e candidatos em sua região e inspirar outras meninas a lutar por seus direitos são algumas das atitudes que podem trazer mudanças.

      Mulheres no mercado de trabalho

      Conselho das mulheres

      A entrada das mulheres no mercado de trabalho foi uma realização inegável. Mas a desigualdade de oportunidades e reconhecimento permanece alarmante. Ao exercer a mesma função que um homem, a mulher ainda ganha cerca de 70% de seu salário. Essa mudança aumenta quando o trabalho exige graduação ou quando se trata de mulheres negras.

      Dados recentes mostram uma pequena alteração neste cenário. Líderes de mulheres, mulheres de negócios e suas chefes estão crescendo no país. Confira:

      O número de microempreendedores no Brasil dobrou

      O empreendedorismo feminino está crescendo no Brasil, especialmente quando se trata de microempresas. Mais de 7 milhões de mulheres iniciaram um novo negócio. No entanto, segundo a pesquisa do Sebrae, as mulheres tendem a construir empresas mais sólidas e rentáveis, porque investem em treinamento e têm mais acesso à informação.

      Mais mulheres em cargos de liderança

      O Brasil está acima da média global quando se trata de mulheres em posições de liderança. A pesquisa do International Business Report (IBR) mostra que 29% das empresas brasileiras são administradas por mulheres. Esse número ainda é pequeno em comparação com outros dados, já que muitas mulheres recebem menos da mesma qualificação.

      Além de ser útil para as empresas, um estudo de 2015 do McKinsey Global Institute aponta que a igualdade de oportunidades e salários pode trazer lucros para a economia do país como um todo.

      Famílias Presididas por Mulheres

      Muitos dos lares brasileiros são agora administrados por mulheres e, em alguns casos, tornam-se a principal fonte de vida das famílias. Isso mostra que, pouco a pouco, as mulheres estão ganhando sua independência financeira. Por outro lado, não devemos esquecer que muitos deles têm uma dupla carga de trabalho porque ainda são a principal responsabilidade pelos serviços locais.

      A participação das mulheres negras no mercado de trabalho

      Com a discriminação das mulheres negras é ainda maior. O salário médio é inferior a metade do salário de um homem branco e o fato de ocuparem poucas posições de liderança. No entanto, a pesquisa do IBGE mostra que a participação das mulheres negras no mercado de trabalho tem aumentado nos últimos anos.

    • Mulheres que inspiraram
    • Mostrar uma coisa
    • Mulheres Negócios
    • Mulheres Negócios
    • Queremos dizer que a igualdade de gênero no mercado de trabalho está próxima da conquista, mas não é tão simples. As mulheres ainda são desvalorizadas todos os dias e devem enfrentar dias em dobro, assédio e discriminação. Reconhecer o trabalho daqueles em cargos de escritório é o primeiro passo em direção a um senso de aproximação e abordagem mais próxima para recuperar nosso espaço.

      Mulheres no Cinema e na TV

      Women's Advice

      Cinema e televisão são mais do que divertidos, estas mídias refletem e representam a sociedade, seja no mundo imaginário de longas séries, anúncios ou jornalismo diária. Representar as mulheres nas telas é extremamente importante porque reproduz padrões de comportamento, é encorajador e reforça que existem mulheres diferentes que nos inspiram.

      Em 50 anos do programa, foi a primeira vez que uma mulher negra compôs a banca de jornal nacional. Maju Coutinho, que começou a carreira jornalística como jornalista e continuou a apresentar a previsão do tempo, finalmente se juntou ao banco de um dos programas de notícias mais populares do país e recebeu muitos elogios de artistas, amigos e colegas. Foi certamente um sinal de representação para o jornalismo televisivo.

      Marvel Studios

  • Quando se trata de cinema, o universo dos super-heróis é um dos destaques da última década. E as mulheres não estão fora disso: desde 2008, alguns super-heróis foram apresentados na tela grande e em papéis proeminentes. Um exemplo é o filme solo de Wonder Woman, que vendeu US $ 821 milhões em dinheiro.

    De acordo com uma pesquisa da BBC, 85% das garotas querem ver outros super-heróis nos filmes, o que mostra a importância de essas garotas serem representadas nas telas em papéis encorajadores.

    Em 2019, dois filmes de super-protagonistas são grandes promessas: Capitão Marvel e Black Phoenix, mostrando a história do mutante Jean Grey.

    Cinema: 6 diretores e produtores ganharam Oscar em 2019

    e não nomearam mulheres para a melhor categoria de diretor, 6 diretores e produtores ganharam a estátua do Oscar: Domee Shi e Becky Neiman-Cobb por "Bao" animada e Rayka Zehtabchi e Melissa Berton para o curto documentário "Absorbing Tabu", que fala sobre a menstruação.

    Hannah Beachler foi a primeira mulher negra a ganhar o prêmio de melhor design por "Black Panther". Esse recurso também levou à estátua do melhor traje, assinada por Ruth E. Carter. A publicidade tem uma grande influência no nosso comportamento, ou para nos persuadir a comprar um produto ou reforçar a ideia de uma marca.

    Publicidade: – Sexualidade + Responsabilidade

    Durante muito tempo, as mulheres foram objetivadas na publicidade, os famosos anúncios de cerveja são um exemplo disso.

    Mas as coisas estão mudando e algumas marcas já apoiaram o feminismo promovendo propagandas que promovem igualdade e respeito. As propagandas começaram a representar mulheres diferentes, reduzindo os estereótipos e combatendo os belos padrões inatingíveis. O Sonho "Crazyer" da Nike é um excelente exemplo de um anúncio que respeita as mulheres e nos representa como nós.

    TV aberta: tópicos tabus são discutidos no melhor momento

    mulheres, especialmente aqueles que não têm acesso a outros meios de comunicação. Os sujeitos considerados tabus, como a sexualidade feminina e até a violência doméstica, têm sido programas e romances na principal televisão aberta.

    Os ciganos representam relações abusivas, denunciam o comportamento do maha e levam as mulheres a denunciar a agressão considerada apenas como "duplo combate". Além disso, novas histórias inspiram as mulheres, exibindo personagens femininas fortes, variadas e distintas.

    Já programas como Amor e Sexo, apresentados por Fernanda Lima, discutem sexualidade, prazer feminino e relações que deixam a heteronormatividade

    Iniciativa para Conhecer, Apoiar e Participar

    Aprender sobre Projetos Que Incentivam Mulheres no setor audiovisual, a partir de sites de cultura pop cultura enfocando grupos minoritários em iniciativas que promovem publicidade representativa e autorizada. Mulheres em Ninema

  • Mulheres em Ninema
  • abre espaço para a diversidade e nos encoraja a mostrar-nos que as mulheres encaixar estereótipos simples.

    Mulheres na Música

    Women's Advice

    Embora possam estar na nossa lista de audição, ainda existem algumas delas. muitas diferenças entre homens e mulheres na indústria da música. Não é difícil ver que eles se beneficiam: apenas observe as músicas mais tocadas, a programação do festival e a lista de vencedores.

    No entanto, nos últimos anos, artistas estão se unindo para combater a desigualdade e garantir a presença das mulheres nesses espaços. Aqui estão algumas informações sobre representação feminina na música e para entender a importância da discussão:

    Conquistas na cena musical feminina

    Apesar da injustiça, as mulheres estão ganhando cada vez mais espaço na cena musical. Segundo a Billboard, em três meses já temos mais músicas femininas no topo das tabelas do que no ano passado.

    Isto foi refletido na premiação: este ano, o Grammy Cardi B se tornou a primeira mulher a ganhar a melhor categoria de Rap Album, enquanto Lady Gaga fez a história ao coletar cinco vitórias em prêmios diferentes na mesma temporada.

    Mais do que a intervenção no mercado musical, essa representação reflete sobre a vida das mulheres que também querem fazer música: segundo dados do Sindicato Nacional dos Compositores, o número de inscrições femininas na instituição cresceu mais de 50% . e Resistência

    Elza Soares

    Não é hoje que as mulheres usam suas composições e vozes para buscar direitos e buscar a igualdade, mas esse movimento vem ganhando cada vez mais força nos dias de hoje. Cantores como Elza Soares são símbolos da resistência feminina que transmitem, através de suas músicas, mensagens de elasticidade, coragem e capacitação. A última mulher do mundo, um dos últimos lançamentos do cantor, foi recentemente reconhecido como Grammy Latino como Melhor Álbum. Segundo Annenberg, mais de 80% dos artistas do mundo da música são homens, 90% dos produtores são homens e, entre os membros do grupo, apenas 8% são mulheres.

    Para fazer a diferença, a indústria tem que se mudar.

    Ações envolvendo mulheres artistas em todas as etapas da produção e valorizando o trabalho que estão sendo realizadas por elas são mais do que necessárias. E eles já estão acontecendo! O Grammy acaba de lançar um projeto para publicar mulheres que trabalham nos estágios iniciais da produção musical, enquanto o Spotify criou um banco de dados com apenas produtoras. Celebrações como o Music Music Awards, que reconhecem a música feminina, estão começando a surgir.

    Iniciativas para você conhecer, apoiar e participar

    O primeiro passo para equilibrar o mercado é reconhecer e apoiar o trabalho de mulheres artistas.

  • O partido das mulheres Hip Hop Nacional
  • Festa das crianças Hip Hop
  • Os avanços, não podemos desistir de espaço e vozes para as mulheres na música (e em qualquer outro ambiente). Também precisamos dar uma olhada na beleza e nos costumes à parte e vamos enfatizar a qualidade e o talento. Mais do que musas, as mulheres também são geniais!

    A representação das mulheres é uma maneira de nos identificar e entender que não estamos sozinhos. Filmes, romances e músicas contam nossas histórias e nos inspiram. Por outro lado, as invenções científicas feministas e as mulheres na política provam que o espaço outrora dominado está agora a ser ocupado por nós.

    Ainda há muito a ser alcançado, como salário igual, mais conteúdo e ambientes menos sexistas, mas números positivos em relação à representação feminina nos mostram que é possível construir uma realidade mais igualitária. Isabella Tamaki e Giovanna Pedrosa

    Representação do Correio Feminino: Entenda a importância da nossa voz exibida pela primeira vez no Conselho da Mulher

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *