Sexismo: o que é, como reconhecer e combater esse preconceito

    Home / Beleza / Sexismo: o que é, como reconhecer e combater esse preconceito

Sexismo: o que é, como reconhecer e combater esse preconceito

0

O sexismo é um assunto que ganhou fama nos debates sociais, políticos e econômicos nos últimos anos e as redes sociais têm desempenhado um papel importante na abordagem desta questão.

Embora amplamente debatido, seu conceito ainda é um pouco mal interpretado até então.

  • O que é sexismo?
  • O que é sexismo?
  • O que é sexismo?
  • Opiniões daqueles que entendem este tópico
  • O sexismo nada mais é do que a discriminação sexual, o sexismo, o sexismo nada mais é do que a discriminação sexual, o sexismo.

  • Como combater o sexismo
  • O que é o sexismo? , o preconceito que alguém tem por alguém simplesmente por causa de seu gênero. Em nossa sociedade, o machismo é o maior expoente do preconceito de gênero.

    Na sociedade de gênero, por exemplo, a desigualdade de gênero é aparente desde a infância dos indivíduos quando as meninas são introduzidas em suas vidas internas e maternas através de brinquedos como bonecas e utensílios de cozinha enquanto os meninos são encorajados a ser jogadores, astronautas e cientistas.

    Com essa aparente desigualdade entre gêneros, o sexismo continua a aparecer em todas as esferas e fases da vida de uma pessoa, com consequências diretas na sociedade.

    The Sexist Society

    A sociedade em que vivemos é sexista e naturaliza atos de preconceito de gênero.

    Alguns desses atos sexistas presentes em nossa sociedade podem ser percebidos dando-lhes uma visão mais crítica e, portanto, entenderemos que eles acontecem rotineiramente e com pessoas muito próximas. Um dos exemplos que vivemos em uma sociedade sexista é quando falamos sobre a diferença de salário entre homens e mulheres. Talvez você se pergunte se essa distinção é verdadeira, mas garantimos que sim!

    Para confirmar esta informação, um estudo conduzido pela Associação de Mulheres Americanas da Universidade (AAUW) mostra que as mulheres em qualquer parte do mundo não ganham mais do que os homens, mesmo com formação acadêmica e maior experiência profissional. Dessa forma, à medida que refletimos mais sobre esses dados, percebemos que o mercado de trabalho que estamos buscando produz sexismo institucionalizado.

    Outro exemplo de sexismo em nossa sociedade é quando as instituições continuam estereótipos que ignoram as escolhas pessoais, como quando uma escola de crianças de jardim de infância é solicitada por seu material de cor azul para um homem.

    Crenças sexistas têm sido adotadas por nossa sociedade há séculos e refletem sobre diferentes situações que vão desde a criação de um filho ao emprego feminino no mercado de trabalho. Nossa Sociedade Para Sempre Sexualidade de Gerações

    Comportamentos Sexistas

    Os Comportamentos Sexistas são baseados na discriminação de gênero. Eles são repetidos por homens e mulheres sem essas pessoas que percebem e contribuem para o fortalecimento do sexismo em nossa sociedade. Esses comportamentos podem ser identificados como machismo, femme ou mesmo transfobia e LGBTofobia. Eles estão presentes em diferentes momentos de nossas vidas, seja no trabalho, em casa, com amigos ou em relacionamentos. Ainda é possível identificar o comportamento sexista em programas de televisão, novelas de ópera, filmes e muito mais.

    Alguns comportamentos sexistas são conhecidos como sexismo benevolente. Eles fazem parte dos nossos hábitos e são considerados naturais. Um exemplo de tal comportamento benevolente é quando um homem retira uma cadeira para uma mulher sentar em um restaurante ou pagar a conta no jantar. São hábitos considerados pela sociedade como inocentes e benéficos para as mulheres.

    No entanto, esses comportamentos estão enraizados em preconceitos de gênero. Quando pensamos criticamente, notamos que a liga geralmente entrega a conta diretamente ao homem, assumindo que ele será responsável por seu pagamento. Estes são considerados comportamentos normais, mas representam os estereótipos presentes em uma sociedade sexista.

    Relações sexuais

    O sexismo também está presente nos relacionamentos. Quer sejam amados ou não, é possível identificar a discriminação de gênero em alguns desses relacionamentos. Alguns hábitos continuam a sobreviver e prejudicar sua saúde.

    Em uma relação amorosa baseada no sexo, é possível identificar a colocação de um dos parceiros, sendo a pessoa que controla o relacionamento. Um exemplo disso é quando um homem não faz trabalho familiar porque acredita que uma mulher é melhor em trabalhar.

    Nas relações familiares, também é possível identificar atitudes sexistas, como a diferenciação no parto. Os meninos são criados de um jeito e as meninas de outro. É comum identificar famílias que não ensinam as pessoas a contribuir para o trabalho doméstico, por exemplo, atribuir essas tarefas às mulheres desde a infância.

    Opiniões dos que entendem este tópico

    O sexismo tem sido uma agenda altamente comentada nas redes sociais. Impactors estão trazendo este assunto mais e mais para torná-lo conhecido. É por isso que preparamos uma lista de vídeos de youtubers que explicam o que é o sexismo e trouxeram diferentes informações sobre ele.

    O que é sexismo? Neste vídeo, Aline Paes, do canal Do not Spare Me, fala um pouco sobre as condições que foram politicamente estabelecidas nos últimos meses. anos. Ela explica clara e concisa o sexismo, feminismo, maus-tratos e feminilidade. É um vídeo muito didático e fácil de entender.

    Neste vídeo, o tema da capa é como recriar seu filho de uma maneira não sexista.

    Canal do YouTube, Loos, apresenta o papai Thomaz para falar sobre como a sociedade incentiva a criação no modelo binário, que tem brinquedos rosa para as meninas e azul para os meninos.

    O sexismo contra as mulheres negras Vídeo fala sobre como a taxa de feminismo contra as mulheres negras cresceu nos últimos anos. Além disso, o vídeo explica um pouco sobre a falta de mulheres negras no mercado de trabalho e a falta de oportunidades oferecidas a elas.

    Sexismo presente em diferentes situações: até no cinema! Sexismo em diferentes situações: até nos cinemas! o cinema é considerado um meio bastante sexista. Nos últimos anos, atrizes como Meryl Streep usaram sua voz para criticar o mecanismo presente na indústria cinematográfica. Para deixar isso ainda mais claro, o vídeo acima discute como o cinema pode ser sexista por meio de personagens, prêmios por prêmios e muito mais.

    Esta seleção de vídeos fará com que você tenha uma visão clara do sexismo e onde ele possa ser visto.

    13 situações sexistas que ocorrem em nossa vida diária

    iStock

    Quase todos nós já experimentamos situações sexistas em nossa rotina. Se estiver no trabalho, com amigos, em casa ou na rua, é possível identificar algumas situações em que os preconceitos de gênero estão presentes.

    Para ilustrar, vamos ilustrar as 13 situações sexistas que ocorrem em nossos dias. Alguns deles passam despercebidos e são considerados naturais, como dissemos acima. Veja:

    Sexist Language

    Em nossa língua portuguesa, encontramos a presença do sexismo através de alguns detalhes. Quando nos referimos a um termo geral, usamos o artigo masculino. Por exemplo, quando falamos de uma mulher e de um homem que trabalha com arquitetura, falamos de "arquitetos". Embora seja um grupo em que a maioria das pessoas é mulher, o artigo masculino é usado para se referir a todos.

    É neste contexto que a linguagem pode ser considerada sexista, como generaliza

    Educação Sexual e Socialização

    A educação é o ato de proporcionar treinamento e desenvolvimento aos seres humanos em física, intelectual e moral. A socialização é agora a introdução do ser humano em um coletivo para ganhar costumes e crenças comuns. Tanto a educação quanto a socialização podem ser consideradas sexistas porque experimentam alguns valores que excluem ou elevam um certo gênero.

    Por exemplo, vamos falar sobre educação escolar. Subtilmente, a separação das atividades esportivas entre os gêneros carrega uma carga sexista em si. Tornou-se natural dividir as atividades entre meninos e meninas.

    No caso da socialização sexual, os papéis sociais são baseados em um dualismo entre os sexos que foi criado através dos óculos. Nesse socialismo sexual, é possível identificar algumas situações, como "a mulher nasceu para ser mãe", mesmo que não seja sua vontade.

    Licenciamento de Paternidade x Licença de Maternidade

    É óbvio que uma mulher precisa de muito tempo depois de ter um bebê, porque a maior parte do tempo precisa ser curada desde o nascimento e também nutrir seu bebê. Mas as diferenças param por aí e (se o bebê não está amamentando, as diferenças terminam mais cedo). Você parou de pensar em por que a licença de paternidade não segue a licença da mãe? Por que, para a sociedade, os pais têm familiares e não podem participar do primeiro atendimento da criança?

    O sexismo é percebido mais secretamente quando a pesquisa mostra que muitas mulheres deixam seu trabalho para se dedicar exclusivamente à criação de seus filhos, enquanto os homens, na maior parte, estão limitados a ajudar a criar ou apenas manter da casa.

    Binary Waters [19659014] Essa questão ainda é muito sutil e compartilha pensamentos. Casas de banho binárias são banheiros especiais para gêneros feminino e masculino, esquecendo a variedade de gêneros que existem. A polarização entre homem e mulher implica que outros gêneros não são

    Mercado de Trabalho

    O mercado de trabalho ainda é muito sexista, principalmente sexista. Traz consigo uma série de situações que comprovam a desvalorização do trabalho das mulheres.

    As mulheres brasileiras recebem cerca de 30% menos que os homens no mercado de trabalho. Mesmo com estudos mais experientes e mais, a mulher ainda não atingiu a folha de pagamento. Desta forma, percebe-se que ainda existe uma grande presença de discriminação de gênero no mercado de trabalho.

    Separação do Trabalho Doméstico

    A divisão do trabalho do Domaso no Brasil ainda é muito desigual. Na maioria das famílias, as mulheres são responsáveis ​​pela maioria dos cuidados domiciliares. Um estudo do IBGE mostra que as mulheres gastam 10 horas a mais de trabalho que os homens. No entanto, é importante notar que essa sobrecarga de trabalho doméstico para as mulheres é o resultado de (19659014) Palavras em inglês “homem” (masculino) e “explicando” (explicando) Juntos formam o termo “mansplaining”. Este termo representa como os homens tendem a mostrar às mulheres algo óbvio e que muitas vezes têm conhecimento.

    Um exemplo desta situação é quando um homem tenta explicar-lhe a mulher, sobre o aborto ou a menstruação, dois sujeitos pertencentes ao universo feminino. Eles explicam que você não sabia o que é, dando uma pequena lição sobre esse assunto.

    Manterrupting

    Manterrupting significa "homem interrompido". O termo é usado para situações em que o homem interrompe o discurso de uma mulher. A mulher tem sua palavra cortada para que um homem possa falar ou, às vezes, praticar desobediência.

    Maternidade

    Uma situação em que encontramos a grande presença do sexismo é quando falamos de maternidade. Há uma pressão social para as mulheres em algum momento de suas vidas para se tornarem mães. Essa pressão é o resultado de uma sociedade patriarcal baseada no sexismo que reforça a dualidade dos gêneros em que a mulher está destinada a se reproduzir.

    Liberdade Sexual

    Uma situação de liberdade sexual sexista muito comum. A dualidade de gêneros tende a julgar algum comportamento como acurado ou não para cada gênero.

    Por exemplo, lembre-se do tempo em que uma mulher é julgada como tendo o mesmo comportamento sexual que um homem. A liberdade sexual dos homens é muito maior do que as mulheres

    Anúncios sexuais

    Você já viu um anúncio de cerveja em que uma mulher aparece mais do que uma cerveja? Esses anúncios sempre tiveram seu contexto no corpo das mulheres, muitas vezes comparando seus corpos com cerveja.

    Este é um exemplo de publicidade sexista que reforça os estereótipos e crenças que enriquecem o sexismo em nossa sociedade

    Segurança

    O sentimento inseguro em um país ou situação é uma das grandes características da sociedade sexista. Muitas mulheres se sentem completamente ameaçadas de andar na rua simplesmente porque são mulheres. Esse medo é reforçado pelos dados. O Brasil é o quinto no ranking de mortes de mulheres violentas e o país onde a maioria dos homossexuais é morta no mundo, demonstrando que o sexismo pode assumir proporções ameaçadoras.

    Cultura de Estupro

    Cultura de estupro é o fruto de uma sociedade sexista em que o patriarcado tem poder suficiente. Quando falamos sobre a cultura do estupro, nos referimos à socialização em que os homens são introduzidos. Essa socialização é baseada no domínio do homem sobre a mulher. Nele, é possível identificar músicas, filmes, textos, vídeos e outras fontes que podem estar relacionadas ao estupro.

    Dentro da mesma socialização, é culpa da vítima. Nossa sociedade, principalmente homens e mulheres, procura justificar o ato de estupro ao distribuir julgamentos às vítimas. Quando tentamos responsabilizar a vítima por causa de suas roupas ou comportamento, estamos refletindo e reforçando o comportamento sexista.

    Formas de combater a sexualidade

    IStock

    Existem várias maneiras de combater o sexismo. São atitudes que contribuem para um mundo mais igualitário e mais justo. Essas atitudes podem ser adotadas em casa, no trabalho e na rua, e outras devem ser tomadas por instituições, escolas e empresas.

    Educação Não Sexista

    Este é talvez o passo mais importante. importante para nós alcançarmos uma sociedade não-sexista. A educação de nossos filhos em busca da igualdade é essencial.

    Pais e professores devem estar conscientes de seus papéis na educação e socialização das crianças. É imperativo oferecer uma educação que não seja baseada em estereótipos e valorize a individualidade humana.

    Então, se continuarmos a educar nossos filhos com base na cultura sexista, não poderemos

    Democratização do mercado de trabalho

    A maneira de combater o sexismo no mundo profissional é buscar políticas justas de remuneração e promoção da igualdade entre homens e mulheres. que respeita a formação acadêmica e a experiência profissional de cada colaborador. É proporcionar igualdade de oportunidades para a diversidade de gêneros, sempre orando pelo respeito dos colaboradores e entendendo a importância de todos dentro da organização.

    Promovendo a liderança das mulheres na empresa

    Uma forma de alcançar uma sociedade livre de gênero é proporcionar maiores oportunidades para as mulheres. Muitas mulheres não conseguem alcançar a liderança por causa da cultura sexista que está presente em muitas empresas. Portanto, promover mulheres à liderança é uma das principais posições adotadas pelas empresas para desenvolver um mercado de trabalho mais justo e justo.

    Behavior of Reproduction Sex

    Esta atitude é bastante simples e pode ser adotada por alguém em sua rotina. Entender o comportamento do sexo é corrigir algumas linhas de amigos e conhecidos e atrair a atenção de quem faz piadas sexistas, por exemplo.

    Também é possível reprovar esses comportamentos passivos, distribuição de conteúdo, vídeos e perfis que falam por movimentos que exigem paridade de gênero.

    Como você viu, os hábitos sexistas podem estar presentes em nossas vidas diárias, na escola, no trabalho, na rua e até mesmo ao mesmo tempo.

    Mas é possível mudar a sociedade através de pequenos atos.

    Sexismo Sexual: O que é, como reconhecer e combater esse preconceito apareceu pela primeira vez em Women's Advice

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *